Você e seu cavalo no Hipismo&Co:
Amanda Maiane Pereira

As entrevistas da seção “Você e seu Cavalo no Hipismo&Co” estão de volta. Dessa vez é com a linda amazona Amanda.

Nome e idade:
Amanda Maiane Pereira, 15 anos

Nome do cavalo:
Lancelot e Mona Lisa

Onde Monta:
Centro Hipico Marechal Dutra

Modalidade/Altura/Categoria:
Salto, 0,80m, aspirante

11705325_797772403670257_8369792602983425665_n

Quando você começou no hipismo? Você lembra da primeira vez em uma hípica?
Comecei um ano atrás, lembro como se fosse hoje. Cheguei toda animada, sem medo algum, com apoio dos meus pais, subi no cavalo mais mansinho do centro hípico e já estava realizada. Não sabia montar então eu tremia toda sobre o cavalo, desequilibrada. E minha mãe filmando e rindo muito! No segundo dia não conseguia nem andar.

Qual foi sua prova inesquecível?
Minha prova inesquecível foi a competição que aconteceu aqui no Centro Hípico, quando perdi os estribos no terceiro salto e continuei sem eles. No penúltimo salto eu desequilibrei e cai no pescoço do cavalo, ele disparou, joguei o corpo para trás e o coloquei em círculo, foi quando ele parou. Recoloquei os estribos galopei e terminei o percurso. Quando pulei o ultimo obstáculo fui muito aplaudida, pois todos acreditavam que eu iria cair. Me recoloquei, subi na minha égua e entrei na pista para a prova com ela, ganhando um belo 5º lugar.

Você tem algum ritual antes da prova?
Eu gosto de reconhecer com meu instrutor e logo depois entrar com meu pai na pista e escutar o que ele tem pra me dizer. Oramos antes e conversamos com meus cavalos, para que nos ajudem a vencer os obstáculos de mais um desafio.

Qual seu concurso preferido no Brasil?
The Best Jump.

Existe alguma prova da qual gostaria muito de participar?
Athina Onassis, The Best Jump e Olimpíadas.

Qual seu ídolo no esporte?
Rodrigo Pessoa e Athina Onassis.

O que você mais gosta no ambiente hípico? E o que mudaria?
O ambiente hípico é paz, é harmonia, é amor… O cheiro de cavalo, a bagunça que eles fazem, ver as criancinhas desde pequenas já treinando, deixa o lugar ainda mais especial. Eu acho que algo que deveria mudar, são alguns comportamentos, como por exemplo: crianças que levam o hipismo como obrigação, que sofrem só de pensar que está chegando a hora de montar. E mudaria também os pais de uns alunos que exigem um bom desempenho, pressionam seus filhos a obter bons resultados. Essas crianças uma hora podem os cansar e desistir do esporte.

O que o hipismo mudou na sua vida?
O hipismo me fez uma pessoa mais calma, paciente, corajosa, tranquila, me ensinou a serenidade, o trabalho em conjunto, a gratidão. Um esporte simplesmente extraordinário.

Você tem alguma música ou filme que te inspira nos seus treinos? Qual?
”Aonde quer que eu vá” do Paralamas do Sucesso, e ” De todos os loucos do mundo” Clarice Falcão

Qual foi o cavalo que mais te deu alegria? Porque?
Lancelot, ele esteve comigo logo que entrei no hipismo, sempre com uma saúde incrível, uma disposição enorme, sempre me encorajando, dizendo com o olhar ”Calma mamãe fica calma, vamos tentar de novo.” Ele me levou ao estadual me deixando em 5º na minha categoria, e me levando até o ultimo dia. Me deu muitas medalhas, uma porção de roxos e dores no corpo por me ejetar da sela diversas vezes.

O que seu cavalo representa pra você?
Eles são minha vida, meu ponto de equilíbrio, me preocupo com os cascos, com a alimentação com a saúde, com os dentes, com o material, com a pelagem. E cavalo precisa de amor e isso pra eles aqui nessa família tem de sobra.

hipismo

Veja as outras entrevistas da seção “Você e seu cavalo no Hipismo&Co” aqui.

Se quiser participar dessa seção. Nos envie suas respostas com no mínimo duas fotos para o e-mail contato@hipismoeco.com.br

Fotos: Arquivo Pessoal Amanda

Curta o Hipismo&Co no Facebook.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...