Você e seu cavalo no Hipismo&Co:
Tayane Killyan

entrevista

Mais uma entrevista no Hipismo&Co.

Vejam abaixo as repostas da amazona de 20 anos Tayane, para a seção “Você e seu cavalo no Hipismo&Co”.

Nome:
Tayane Killyan

Nome dos cavalos:
Safira e Hipergenio

Onde monta:
Escola Centauro de Equitação

Modalidade/altura/categoria:
Preliminar pela FEERJ – 0,60m, e interno 0,80m

Quando você começou no hipismo? Você se lembra da primeira vez em uma hípica?
Montei pela primeira vez em uma aula experimental com oito anos de idade. Mas não continuei no esporte por muito tempo, minha família teve medo após uma queda que tive. Me lembro, bem da minha primeira vez na Sociedade Hípica Brasileira, foi o máximo estar no contato com os cavalos. Ficava encantada com tanto verde, areia e cavalos ao mesmo tempo. Um ar de “paixão por eqüinos”.
Comecei no hipismo com oito anos de idade. Por amor aos cavalos e em homenagem ao meu avô materno, do qual amava o animal e o esporte. Ele faleceu fazendo o que amava, e tenho certeza que se orgulha de mim. Esse foi um dos principais motivos.
Ainda não participei de uma prova na Hipica, mas espero que seja em breve!

Qual foi sua prova inesquecível?
Minha prova inesquecível foi no Haras Pégasus, quando eu fiz minha primeira prova de 0,60m, eu achava que ia em 0,40m e já estava feliz por estar participando. Até que meu treinador disse que eu iria em 0,60m, fiquei assustada no momento, mas sabia que eu podia, fui lá e fiz. Conquistei o 6º lugar no podium. Dando início a categoria Preliminar nos rankings da Feerj.

Você tem algum ritual antes da prova?
Costumo decorar o percurso várias vezes com a minha prima até me sentir segura. Converso com o meu cavalo no paddock e faço o sinal da cruz antes de entrar na pista.

Qual seu concurso preferido no Brasil?
The Best Jump.

Existe alguma prova da qual gostaria muito de participar?
TBJ, Campeonato Brasileiro e Olimpíadas

Qual são seus ídolos no esporte?
Nelson e Rodrigo Pessoa

O que você mais gosta no ambiente hípico? E o que você mudaria?
Contato com os cavalos, o bem e a paz que eles nos trazem. Mudaria a fofoca que muita gente faz e acaba sendo chato demais

Você tem alguma música ou filme que te inspira nos seus treinos? Qual?
Não tenho uma música certa, mas em toda prova tem uma música de fundo (apesar de quando estar fazendo percurso não conseguir ouvir de tanto nervoso, prefiro que seja uma bem feliz!)

Qual foi o cavalo que mais te deu alegria e porque?
Cada cavalo que passou e ainda passa pela minha vida marca de uma forma diferente. Todos são especiais e acabamos criando um sentimento de carinho intenso por esses equinos, que são encantadores e cada um com um jeitinho diferente. Mas se for para seliecionar apenas um, escolho o meu velhinho Spartacus, primeiro cavalo que montei no Círculo Militar de Pólo, foi com ele que aprendi as técnicas da equitação, foi com ele que aprendi a cair e levantar, a ter paciência, a saber esperar o momento certo, aprendi usar o chicote quando o cavalo desvia do salto e depois de saltar ser jogada longe. E milhões de coisas que me trouxeram até aqui. Foi com ele que me classifiquei na primeira prova de equitação, e tenho certeza que irei levar cada momento que vivemos juntos no meu coração. Foi especial demais! “É na ponta do estribo que eu equilibro a vida”

entrevista

Veja as outras entrevistas da seção “Você e seu cavalo no Hipismo&Co” aqui.

Se quiser participar dessa seção. Nos envie suas respostas com no mínimo duas fotos para o e-mail contato@hipismoeco.com.br

Fotos: Arquivo Pessoal Tayane Killyan

Curta o Hipismo&Co no Facebook.

Você e seu cavalo no Hipismo&Co:
Larissa Spezani

Mais uma entrevista aqui no Hipismo&Co com uma linda amazona. Vejam abaixo as resposta da Larissa.

Nome e idade:
Larissa Spezani, 16 anos.

Nome do cavalo:
Educador e Grace

Onde Monta:
Haras Pegasus

Modalidade/Altura/Categoria:
Hipismo Clássico/ Salto

Quando você começou no hipismo? Você lembra da primeira vez em uma hípica?Comecei com 5 anos em Brasilia. Lembro que quando eu tinha 3 anos minha mãe me levou na hípica de Manaus.

Qual foi sua prova inesquecível?
Com 9 anos estava fazendo um percurso de 0,80m, no primeiro obstáculo da prova eu cai e fui desclassificada. Como não sabia que quando se cai do cavalo eliminada montei  de novo e terminei o percurso. No final da prova na entrega de medalhas, me chamaram pra subir no palco para receber a “Medalha da Coragem”, essa foi uma prova que eu nunca esqueci.

Qual seu concurso preferido no Brasil?
Campeonatos Estaduais de Saltos e Copa de Amadores e Cavalos Novos.

Existe alguma prova da qual gostaria muito de participar?
Ranking Escolas da FEERJ e Campeonato Brasileiro de  Jovens Cavaleiros.

Qual seu ídolo no esporte?
Doda Miranda e Pedro Veniss

O que você mais gosta no ambiente hípico? 
Quando eu chego na hípica e sinto aquela paz e tranquilidade no lugar.

O que o hipismo lhe ensinou?
Que sem dedicação não há paixão.

Qual foi o cavalo que mais te deu alegria? Porque?
Uma egua chamada Exotica, ela me ensinou a vencer os meus medos e a me desafiar. Eu sempre podia voar mais alto com ela.

O que seu cavalo representa pra você?
Representa um amor que eu nunca imaginei existir. E que cair faz parte para você crescer a melhorar, o meu cavalo me ensina e me orgulha todos os dias.

Hipismo&Co

Hipismo&Co

Veja as outras entrevistas da seção “Você e seu cavalo no Hipismo&Co” aqui.

Se quiser participar dessa seção. Nos envie suas respostas com no mínimo duas fotos para o e-mail contato@hipismoeco.com.br

Fotos: Arquivo Pessoal Larissa

Curta o Hipismo&Co no Facebook.

Você e seu cavalo no Hipismo&Co:
Amanda Maiane Pereira

As entrevistas da seção “Você e seu Cavalo no Hipismo&Co” estão de volta. Dessa vez é com a linda amazona Amanda.

Nome e idade:
Amanda Maiane Pereira, 15 anos

Nome do cavalo:
Lancelot e Mona Lisa

Onde Monta:
Centro Hipico Marechal Dutra

Modalidade/Altura/Categoria:
Salto, 0,80m, aspirante

11705325_797772403670257_8369792602983425665_n

Quando você começou no hipismo? Você lembra da primeira vez em uma hípica?
Comecei um ano atrás, lembro como se fosse hoje. Cheguei toda animada, sem medo algum, com apoio dos meus pais, subi no cavalo mais mansinho do centro hípico e já estava realizada. Não sabia montar então eu tremia toda sobre o cavalo, desequilibrada. E minha mãe filmando e rindo muito! No segundo dia não conseguia nem andar.

Qual foi sua prova inesquecível?
Minha prova inesquecível foi a competição que aconteceu aqui no Centro Hípico, quando perdi os estribos no terceiro salto e continuei sem eles. No penúltimo salto eu desequilibrei e cai no pescoço do cavalo, ele disparou, joguei o corpo para trás e o coloquei em círculo, foi quando ele parou. Recoloquei os estribos galopei e terminei o percurso. Quando pulei o ultimo obstáculo fui muito aplaudida, pois todos acreditavam que eu iria cair. Me recoloquei, subi na minha égua e entrei na pista para a prova com ela, ganhando um belo 5º lugar.

Você tem algum ritual antes da prova?
Eu gosto de reconhecer com meu instrutor e logo depois entrar com meu pai na pista e escutar o que ele tem pra me dizer. Oramos antes e conversamos com meus cavalos, para que nos ajudem a vencer os obstáculos de mais um desafio.

Qual seu concurso preferido no Brasil?
The Best Jump.

Existe alguma prova da qual gostaria muito de participar?
Athina Onassis, The Best Jump e Olimpíadas.

Qual seu ídolo no esporte?
Rodrigo Pessoa e Athina Onassis.

O que você mais gosta no ambiente hípico? E o que mudaria?
O ambiente hípico é paz, é harmonia, é amor… O cheiro de cavalo, a bagunça que eles fazem, ver as criancinhas desde pequenas já treinando, deixa o lugar ainda mais especial. Eu acho que algo que deveria mudar, são alguns comportamentos, como por exemplo: crianças que levam o hipismo como obrigação, que sofrem só de pensar que está chegando a hora de montar. E mudaria também os pais de uns alunos que exigem um bom desempenho, pressionam seus filhos a obter bons resultados. Essas crianças uma hora podem os cansar e desistir do esporte.

O que o hipismo mudou na sua vida?
O hipismo me fez uma pessoa mais calma, paciente, corajosa, tranquila, me ensinou a serenidade, o trabalho em conjunto, a gratidão. Um esporte simplesmente extraordinário.

Você tem alguma música ou filme que te inspira nos seus treinos? Qual?
”Aonde quer que eu vá” do Paralamas do Sucesso, e ” De todos os loucos do mundo” Clarice Falcão

Qual foi o cavalo que mais te deu alegria? Porque?
Lancelot, ele esteve comigo logo que entrei no hipismo, sempre com uma saúde incrível, uma disposição enorme, sempre me encorajando, dizendo com o olhar ”Calma mamãe fica calma, vamos tentar de novo.” Ele me levou ao estadual me deixando em 5º na minha categoria, e me levando até o ultimo dia. Me deu muitas medalhas, uma porção de roxos e dores no corpo por me ejetar da sela diversas vezes.

O que seu cavalo representa pra você?
Eles são minha vida, meu ponto de equilíbrio, me preocupo com os cascos, com a alimentação com a saúde, com os dentes, com o material, com a pelagem. E cavalo precisa de amor e isso pra eles aqui nessa família tem de sobra.

hipismo

Veja as outras entrevistas da seção “Você e seu cavalo no Hipismo&Co” aqui.

Se quiser participar dessa seção. Nos envie suas respostas com no mínimo duas fotos para o e-mail contato@hipismoeco.com.br

Fotos: Arquivo Pessoal Amanda

Curta o Hipismo&Co no Facebook.

Você e seu cavalo no Hipismo&Co:
Karina Flausino

Adoro receber e-mails com as respostas dos meus leitores para a entrevista do Hipismo&Co.

A entrevistada dessa semana é a amazona Karina.

Nome e idade:
Karina Flausino, 19 anos

Nome do cavalo:
Punto

Onde Monta:
Hípica e Haras Andrade

Modalidade/Altura/Categoria:
Salto/ Vou iniciar este ano em 0,60m, categoria preliminar

Quando você começou no hipismo? Você lembra da primeira vez em uma hípica?
Comecei a praticar o esporte em Novembro de 2013, desde então me apaixonei e pretendo continuar pro resto da vida.  Desde pequena meus pais me levavam na Hípica de Santo Amaro quase todos os finais de semana para assistirmos a competições.

Qual foi sua prova inesquecível?
Tive duas provas inesquecíveis. A primeira foi na minha estréia em provas/campeonatos em julho de 2014 onde conquistei o terceiro lugar junto com o cavalo Máximos, que era da escolinha, foram muitos treinos, mas valeu a pena. E a minha segunda prova inesquecível foi em agosto de 2014 onde eu entrei para competir montando meu próprio cavalo, que é a minha grande paixão.

Você tem algum ritual antes da prova?
Costumo conversar com o cavalo, pedir pra Deus que entre junto conosco na pista e que dê tudo certo.

Qual seu concurso preferido no Brasil?
O campeonato brasileiro e muitos outros.

Existe alguma prova da qual gostaria muito de participar?
Campeonato Brasileiro de Young Riders. Se Deus quiser um dia eu chego lá.

Qual seu ídolo no esporte?
Doda Miranda, Athina Onassis e Rodrigo Pessoa

O que você mais gosta no ambiente hípico? E o que mudaria?
Eu gosto de praticamente tudo no ambiente hípico, ficar em contato com os cavalos, para mim não existe coisa melhor. Adoro passar o dia ao lado desses animais que tanto amo, junto com pessoas agradáveis. Mudaria o jeito de pensar de algumas pessoas, o hípismo é pra quem ama e pra quem tem total confiança no animal que esta montando.

O que o hipismo mudou na sua vida?
Antes dos treinos procuro ouvir sempre músicas alegres e agitadas, que me motivam ainda mais a fazer um excelente treino, adoro voar com o meu amigo de 4 patas.

Você tem alguma música ou filme que te inspira nos seus treinos? Qual?
Flicka, Spirit, Sempre ao seu lado.

Qual foi o cavalo que mais te deu alegria? Porque?
Com certeza foi o meu cavalo, o Punto. Desde pequena sempre tive o sonho de ter um cavalo, quando eu comecei a praticar o hipismo minha mãe me deu ele, o melhor dos presentes que eu poderia ganhar. Tanto eu, quanto ele estamos no começo e se Deus quiser ainda vamos conquistar muitas coisas boas juntos. Quando estou perto dele me desligo completamente de todo o resto do mundo, ele me faz muito bem, é o meu melhor amigo e por ele eu sou capaz de tudo.

O que seu cavalo representa pra você?
Meu cavalo é meu ponto de luz, minha paz, com ele não preciso mentir, posso ser o que sou, ele não me julga por ser gorda ou magra, feia ou bonita, ele me dá seu amor e eu dou o meu. Meus cavalos me ensinam ser uma pessoa melhor, me ensinam que cada um é diferente, mas que o amor é o mesmo, meus cavalos são meu porto seguro, não importa a onde ou quando, sempre serão.

hipismo hipismo

Veja as outras entrevistas da seção “Você e seu cavalo no Hipismo&Co” aqui.

Se quiser participar dessa seção. Nos envie suas respostas com no mínimo duas fotos para o e-mail contato@hipismoeco.com.br

Fotos: Arquivo Pessoal Karina Flausino

Curta o Hipismo&Co no Facebook.

Você e seu cavalo no Hipismo&Co:
Daniela Schirmer

Mais uma entrevista aqui no Hipismo&Co. Hoje é o dia da amazona do Rio de Janeiro, Daniela, falar de seus cavalos aqui no blog.

Vejam abaixo as resposta da jovem.

10590516_812545078764623_1939222400647117780_n

Nome:
Daniela Schirmer

Nome do cavalo:
Oito, Luna, Donzela, Toy Story, Iraque, Chipstinha, Chanel, Orelinha.

Onde Monta:
Nochero Polo – RJ

Modalidade/Altura/Categoria:
Polo

Quando você começou no hipismo? Você lembra da primeira vez em uma hípica?
Bom, quando criança fiz algumas aulas de salto na Hípica Paulista, mas ai o amor pelo polo falou mais alto, eu ganhei meu primeiro cavalo aos dois anos, aos dez ganhei uma égua chamada Lua Nova. Eu já morava no Rio de Janeiro e na época montava no Itanhanga Golf Club, alguns anos depois vendi minha égua e pensei que seria o fim, ai meu pai comprou nossa fazenda de polo e ganhei do amigo dele um cavalo velho, há exatos seis anos esse cavalo esta comigo me ensinando tudo que sei de polo.

Qual foi sua prova inesquecível?
Nunca competi em polo, mas uma vez fui jogar na escolinha do clube. Em uma saída de campo a bola veio parar na minha mão, eu olhei pra trás e só tinha um homem tentando me alcançar, lembrei de tudo o que tinha aprendido, segui com a bola até o gol e marquei. Quando desci do cavalo vi meu pai e meus amigos orgulhosos, foi como ganhar primeiro lugar em uma prova.

Você tem algum ritual antes da prova?
Sempre que meu pai vai jogar um torneio, eu dou um beijo em cada um dos meus cavalos e rezo para que nada aconteça a nenhum deles.

Qual seu concurso preferido no Brasil?
Gosto de todos, desde dos de salto aos jogos de polo.

Existe alguma prova da qual gostaria muito de participar?
Eu queria jogar um 14 Gols.

Qual seu ídolo no esporte?
Meu pai, que me ensinou tudo o que sei, desde do amor pelos cavalos até a montar. Todas as vezes que pensei em desistir ou achei que era impossível, ele estava ao meu lado me apoiando, embaixo de chuva ou do sol. Sempre sei que ele estará lá se eu precisar, consertando meus erros nos taqueios e me incentivando a jogar.

O que você mais gosta no ambiente hípico? E o que mudaria?
Eu amo poder dividir com meus animais minha felicidade, é meu paraíso na terra, posso passar horas e horas ali, me sujar, conversar e até  mesmo chorar. Eu simplesmente não mudaria nada, por que tudo o que quero está ali.

O que o hipismo mudou na sua vida?
O polo me fez crescer, aprender que temos que respeitar o animal e suas limitações, saber a hora de parar e até onde podemos chegar, e acima de tudo, que aquele animal, aquele ser, vai fazer de tudo para nunca lhe ferir.

Você tem alguma música ou filme que te inspira nos seus treinos? Qual?
Flicka, Spirit, Sempre ao seu lado.

Qual foi o cavalo que mais te deu alegria? Porque?
Todos me deram muita alegria, mas o Oito em especial me dá mais. É meu companheiro, meu melhor amigo, aquele que me escuta em dias ruis e me faz rir em dias bons, que com um simples olhar sei que está entendo. As vezes me pergunto;  -” E quando ele partir? O que sera de mim?” E nesses dias que a duvida bate, eu me lembro de cada dia, cada momento, banhos e lama, doenças e machucados, noites sem dormir, dias vendo o amanhecer juntos. Eu saberei que tudo isso valeu a pena e que no final ele sempre estará ao meu lado.

O que seu cavalo representa pra você?
Meu cavalo é meu ponto de luz, minha paz, com ele não preciso mentir, posso ser o que sou, ele não me julga por ser gorda ou magra, feia ou bonita, ele me dá seu amor e eu dou o meu. Meus cavalos me ensinam ser uma pessoa melhor, me ensinam que cada um é diferente, mas que o amor é o mesmo, meus cavalos são meu porto seguro, não importa a onde ou quando, sempre serão.

36586_432901773395624_1396146074_n

580300_679427742076358_1271235454_n 969919_599551263397340_811944227_n 1958126_779317868754011_2701887791511014493_n 10534131_812723688746762_4508382467598038424_n

Veja as outras entrevistas da seção “Você e seu cavalo no Hipismo&Co” aqui.

Se quiser participar dessa seção. Nos envie suas respostas com no mínimo duas fotos para o e-mail contato@hipismoeco.com.br

Fotos: Arquivo Pessoal Daniela Schirmer.

 

Curta o Hipismo&Co no Facebook.

Você e seu cavalo no Hipismo&Co:
Bruna Vital

Faz algum tempo que não temos entrevista aqui no Hipismo&Co. Hoje quem vem aqui contar um pouco da sua vida de amazona é a Bruna. Vejam abaixo as respostas dela.

Hipismo&Co

 

Nome:
Bruna Vital

Nome do cavalo:
Iresa
Onde monta:
Hípica Vento Leste (HVL)
Modalidade/altura/categoria:
Salto/0,80m/ Intermediário
Quando você começou no hipismo? Você se lembra na primeira vez em uma hípica?
Eu comecei há 5 anos no Haras Pégasus, depois fui para o Haras Niemeyer, depois fui para o Haras Samurai e depois para a Hípica Vento Leste.
Qual foi sua prova inesquecível?
Todas que eu participo são inesquecíveis.
Você tem algum ritual antes da prova?
Sim, falo com o meu cavalo.
Qual seu concurso preferido no Brasil?
Brasileiro de Amazonas.
Qual seu idolo no esporte?
Doda Miranda
Existe alguma prova que você gostaria muito de participar?
Olimpíadas
O que você mais gosta no ambiente hípico? E o que você mudaria?
Gosto principalmente dos cavalos. Não mudaria nada.
O que o hipismo mudou na sua vida?
Mudou tudo.
Você tem algum filme ou mùsica que te inspira nos seus treinos? Qual?
Sim, o filme Flicka.
Qual cavalo que mais te deu alegria? E porque?
A minha égua Iresa, porque ela é minha primeira égua e que mais me traz alegria.
O que seu cavalo representa para você?
Minha égua representa tudo para mim.
bruna1
bruna3 - Cópia bruna4 - Cópia bruna5 - Cópia

Veja as outras entrevistas da seção “Você e seu cavalo no Hipismo&Co” aqui.

Se quiser participar dessa seção. Nos envie suas respostas com no mínimo duas fotos para o e-mail contato@hipismoeco.com.br

Fotos: Arquivo Pessoal Bruna Vital

 

Curta o Hipismo&Co no Facebook.

Você e seu cavalo no Hipismo&Co:
Larissa Santos

Hoje no Hipismo & Co tem entrevista com a amazona Larissa. Vejam abaixo as respostas da apaixonada por cavalos.

1922332_631964140207519_723869822_n

Nome:
Larissa Santos

Nome do cavalo:
Não tenho um cavalo próprio, monto os da hípica.
Onde Monta:
Escola de Equitação da Associação Paulista de Medicina – SP
Modalidade/Altura/Categoria:
Salto / 0,60 / Iniciante
Quando você começou no hipismo? Você lembra da primeira vez em uma hípica?
Comecei há exatamente um ano, resolvi tentar por influência dos meus sobrinhos que já praticavam o esporte à três meses. Sempre achei cavalos animais bonitos e mesmo nascendo em uma cidade no interior do Paraná, nunca tive muito contato com esses animais porque me mudei para São Paulo muito nova. Minha primeira vez em uma hípica foi assistindo uma das aulas dos meus sobrinhos, eu achei incrível o fato do mais novo dominar um cavalo tão bem, logo após o término da aula, fomos dar cenouras para os cavalos da escolinha e foi uma das coisas com mais amor que eu já havia feito, ver os cavalos batendo o casco no chão pedindo cenoura, depois alimentá-los e enche-los de carinho pela primeira vez foi incrível.
Qual foi sua prova inesquecível?
Minha segunda prova. Montei em um cavalo chamado Comandante, faltavam dois obstáculos para terminar o percurso quando perdi o controle e caí. Foi minha primeira queda.
Você tem algum ritual antes da prova?
Sim, respiro fundo e converso com o cavalo
Qual seu concurso preferido no Brasil?
Os campeonatos nacionais.
Existe alguma prova da qual gostaria muito de participar?
Sim, qualquer campeonato brasileiro ou aqui de São Paulo mesmo.
Qual seu ídolo no esporte?
Na realidade, não conheço muitos atletas já que sou nova no hipismo, mas posso dizer que meu instrutor é um deles.
O que você mais gosta no ambiente hípico? E o que mudaria?
Acho que nunca estive em um ambiente tão reconfortante como aquele. As pessoas simpáticas, os animais, o próprio local, tudo é perfeito. Não mudaria nada.
O que o hipismo mudou na sua vida?
Mudou em muita coisa, me deixou mais confiante, me ensinou a enfrentar meus problemas e a não desistir com quaisquer dificuldades.
Você tem alguma música ou filme que te inspira nos seus treinos? Qual?
Não.
Qual foi o cavalo que mais te deu alegria? Porque?
Princesa. Venci minha primeira prova com ela.
O que seu cavalo representa pra você?
Apesar de não ter meu próprio cavalo, os que pertencem à escolinha já fazem parte da minha vida, eu os amo demais e não me imagino mais fora do ambiente hípico.
hipismo
hipismo hipismo hipismo

Veja as outras entrevistas da seção “Você e seu cavalo no Hipismo&Co” aqui.

Se quiser participar dessa seção. Nos envie suas respostas com no mínimo duas fotos para o e-mail contato@hipismoeco.com.br

Fotos: Arquivo Pessoal Thaynara Alves de Lemos.

 

Curta o Hipismo&Co no Facebook.

Você e seu cavalo no Hipismo&Co:
Thaynara Alves de Lemos

Fiquei muito feliz de receber mais uma entrevista para as terças -feiras no Hipismo&Co. Hoje é a vez da amazona Thaynara falar sobre ela e seus cavalos.

cavalo

Nome:
Thaynara Alves de Lemos

Nome do cavalo:
Little Roy , Vitória e Petróleo For Me

Onde Monta:
Centro Hípico e Equoterapia Chambord – Ce

Modalidade/Altura/Categoria:
Salto / 0,90 cm

Quando você começou no hipismo? Você lembra da primeira vez em uma hípica?
Desde pequena convivo com cavalos, meu pai sempre me incentivou a amá-los. Sempre tive vontade de praticar um esporte equestre e foi então que em 2011 o HIPISMO entrou na minha vida, procurei várias hípicas, mais uma me chamou atenção, pois o lugar era perfeito. Marquei minha aula experimental e desde esse dia não conseguir viver mais sem esse esporte encantador.

Qual foi sua prova inesquecível?
A minha primeira prova com Little Roy, fiquei em terceiro lugar. A outra foi uma prova interna, que fiz um percurso maravilhoso e no último obstáculo me desequilibrei e felizmente só cai depois que a bandeirola baixou e me classifiquei em segundo lugar.

Você tem algum ritual antes da prova?
Sim,faço o sinal da cruz em mim e no cavalo e peço a proteção de Deus.

Qual seu concurso preferido no Brasil?
Todos os campeonatos nacionais.

Existe alguma prova da qual gostaria muito de participar?
Sim, um Brasileiro, pois ainda não tive oportunidade de participar.

Qual seu ídolo no esporte?
Sem dúvida o meu maior ídolo é meu instrutor Zazá, que além de tudo é meu amigo, nos momentos que me falta coragem ele esta sempre ali incentivando, apoiando e sempre querendo ver o crescimento de todos os seus alunos. Eu o admiro muito, e um dia quem sabe montarei como ele.

O que você mais gosta no ambiente hípico? E o que mudaria?
De tudo, é um lugar lindo e aconchegante, pessoas maravilhosas, animais encantadores.
Dizemos que somos uma família, “a família Chambord” e chamamos a hípica de “O Melhor Lugar do Mundo”.
NÃO MUDARIA NADA!

O que o hipismo mudou na sua vida?
Simplesmente tudo, para melhor é claro. Na verdade já nem sei mais o que é minha vida sem o hipismo.
Com certeza só aprendi coisas boas com esse esporte, que levarei para toda vida, aprendi a perder e a ganhar, a enfrentar desafios, a ter coragem e determinação, aprendi o que é o amor de um jeito que pouca gente conhece, o “amor pelos cavalo”, e ter um amigo diferente, o melhor amigo, e saber o que é ter responsabilidade, pois temos uma vida do nosso lado. Ter cavalos, conviver com eles, não tem preço.

Você tem alguma música ou filme que te inspira nos seus treinos? Qual?
Uma música é “We are the champions” do Queen, que muitas vezes toca no galope da vitória. E filme são todos que tem cavalo na trama.

Qual foi o cavalo que mais te deu alegria? Porque?
Todos os que passaram na minha vida e todos que eu tenho.
Na hípica, o cavalo que me deu alegria foi o Little Roy, ele é da escolinha e sempre esteve comigo desde o início, formamos um conjunto maravilhoso apesar dele ser um pouco velho, tivemos muitas conquistas, vitórias, superações, aprendi muito com ele. A outra que me da alegria até hoje é a Vitória da raça Appaloosa, que era uma égua de corrida muito arisca e com muita paciência, amor e dedicação conseguimos transformá-la em uma égua de hipismo calma, meiga e muito amada. Meus outros dois cavalos também me dão muita alegria o Rayo Apollo Bryan e o Petróleo For Me.

O que seu cavalo representa pra você?
São TUDO para mim, meu ponto de paz,fazem de mim uma pessoa melhor, simplismente a razão da minha vida!
É do lado deles que passo meus melhores momentos, a vida sem esses animais nao tem mais nenhum sentido.
Não preciso estar montada, só de estar perto, fazer carinho, banhar ou passar horas só olhando me traz uma paz única e impossível de decifrar, que resumo só em: CAVALO É MINHA VIDA!

cavalo

cavalo cavalo cavalo P1210499E001 Vivi-

 

Veja as outras entrevistas da seção “Você e seu cavalo no Hipismo&Co” aqui.

Se quiser participar dessa seção. Nos envie suas respostas com no mínimo duas fotos para o e-mail contato@hipismoeco.com.br

Fotos: Arquivo Pessoal Thaynara Alves de Lemos.

 

Curta o Hipismo&Co no Facebook.

Filme do seu cavalo no Hipismo&Co

Que tal o filme do seu cavalo aparecer aqui no Hipismo&Co?

Quem tem cavalo adora fazer fotos e filmes de seu amigo de quatro patas. Eu mesma vivo fotografando e filmando meu tordilho. Pensando nisso resolvi abrir um espaço para quem tem vídeos legais de equinos.

Grave aquele momento fofo ou engraçado com cavalos e envie para mim no email contato@hipismoeco.com.br e os melhores vão vir parar aqui no blog.

Pode ser um filme feito com celular ou com filmadora, pode ser amador ou ter refinamento profissional, pode ser do seu cavalo e de animais de amigos, a única exigência é que tenha cavalos nas imagens.

Para animar vocês vou postar aqui um filminho super amador que fiz do meu cavalo brincando com uma gatinha.

filme

Se inscreva no canal do Hipismo&Co no Youtube.

Você e seu cavalo no Hipismo&Co:
Anna Clara Werneck

Terça é dia de entrevista por aqui. A de hoje é com a amazona Anna Clara. Conheça um pouco sobre ela nas respostas abaixo.

Nome:
Anna Clara Werneck

Nome do cavalo:
Minuano

Onde monta:
Escola Centauro de Equitação

Modalidade/altura/categoria:
Salto/1,00m/Jovens Cavaleiros B

Quando você começou no hipismo? Você se lembra da primeira vez em uma hípica?
Comecei com 7 anos, em uma hípica que hoje em dia virou um condomínio de casas. Quando fui lá a primeira vez, tive que montar em um pônei, eu não gostei, eu queria montar mesmo era em um cavalo.

Qual foi sua prova inesquecível?
Foi a primeira vez que saltei 1,10m. Eu nunca tinha saltado tantos obstáculos altos como eu saltei daquela vez.

Você tem algum ritual antes da prova?
Eu gosto de falar para meu cavalo  que nós temos que fazer o melhor e que Deus vai nos ajudar.

Qual seu concurso preferido no Brasil?
Eu gosto bastante dos concursos na SHB (Sociedade Hípica Brasileira).

Existe alguma prova da qual gostaria muito de participar?
Eu não tenho muita preferência para as provas, pois eu amo competir, gostaria muito de participar de uma prova no Condomínio Equestre Paddock.

Qual são seus ídolos no esporte?
Doda Miranda e Rodrigo Pessoa.

O que você mais gosta no ambiente hípico? E o que você mudaria?
Gosto do ambiente arborizado e eu não mudaria nada, pois o ambiente é perfeito para mim.

Você tem alguma música ou filme que te inspira nos seus treinos? Qual?
Os filmes que me inspiram são Flicka e a Arena dos Sonhos.
As músicas são “When I was your name” do Bruno Mars e “Pompeii-Bastille”.

Qual foi o cavalo que mais te deu alegria e porque?
Todos os cavalos me dão alegria, mas tiveram apenas dois que fizeram de mim a pessoa mais feliz por ter eles,  o Tropical e o Bethoven. Infelizmente eles já morreram, não sei a causa da morte do Tropical, mas o Bethoven faleceu, no acidente com o choque elétrico na SHB, no dia 05/04/14. Os dois me proporcionaram muitas alegrias, pois foram eles que nos piores momentos estavam comigo me salvado de qualquer erro meu, eles realmente foram muito especiais para mim. E claro hoje em dia o cavalo que mais traz alegria para mim é o Minuano.

O que seu cavalo representa pra você?
Paz,amor,carinho, eu não sei o que seria de mim sem ele.

cavalo

cavalo cavalo

Veja as outras entrevistas da seção “Você e seu cavalo no Hipismo&Co” aqui.

Se quiser participar dessa seção. Nos envie suas respostas com no mínimo duas fotos para o e-mail contato@hipismoeco.com.br

Fotos: Arquivo Pessoal Anna Clara Werneck.

 

Curta o Hipismo&Co no Facebook.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...