Salto fica sem medalha no Pan-Americano

Final do salto no Pan, aconteceu hoje (25/07).

Infelizmente os cavaleiros da equipe brasileira de salto não conseguiram subir ao pódio do Pan-America. Foi a única modalidade do hipismo em que o Brasil não conquistou medalha nem por equipe e nem individual. Pois no Adestramento levamos a medalha de bronze. No Concurso Completo de Equitação a equipe brasileira ficou com a prata e o cavaleiro Ruy Fonseca com a medalha de bronze. Até mesmo no Pentatlo (modalidade que conta com corrida, esgrima, natação, tiro e hipismo) o Brasil esteve muito bem representado pela atleta Yane Marques que subiu no lugar mais alto do pódio, ganhando o bi-campeonato Pan-Americano de Pentatlo.

A equipe brasileira foi composta pelos conjuntos: Pedro Veniss / Quabri de L ´Isle , Felipe Amaral / Premiere Carthoes BZ, Eduardo Menezes / Quinto e Marlon Zanotelli / Rock´n Roll. Mas para a final individual Marlon ficou de fora por ter o pior resultado da equipe. Pedro Veniss foi o cavaleiro que chegou mais perto do pódio, ficando em 5ª lugar. Eduardo e Felipe ficaram na 9ª e 11ª posições respectivamente.

O campeão do salto no Pan foi o cavaleiro dos EUA, Mclain Wardn  com Rothchild, vice o Venezuelano Andrez Rodrigues com  Darlon Van Groenhove e terceiro a norte americana Lauren Hough montando Ohala.

Veja aqui o resultado individual completo.

Pedro Veniss em foto de Washington Alves/Exemplus/COB
TORONTO / CANADç – 23.07.2015 – Pedro Veniss, montando Quabri de L’Isle na prova classificatoria de hipismo saltos, no OLG Caledon Equestrian Park, nos jogos Pan-Americanos de Toronto 2015. Foto: Washington Alves/Exemplus/COB

Hipismo, esporte para ricos?

A fama que o hipismo é apenas para pessoas com muito dinheiro continua por ai.

Hoje li uma matéria na UOL sobre o hipismo que me entristeceu. O título já falava tudo: “No hipismo não basta ser atleta, é preciso milhões por um bom cavalo.” O texto surgiu com o gancho da final por equipes no Pan, na qual o Brasil ficou de fora do pódio. Entendo que o autor fala de quantias altas para se obter animais para provas em olimpiadas e Pan-Americanos. E não vou aqui discutir sobre isso, pois obvio que um cavalo para saltar uma competição de nível olímpico não pode valer pouco dinheiro.

Porém isso deixa uma imagem muito ruim para o esporte equestre.  , O que me irrita é ver matérias como essa, que fazem com que as pessoas leigas criem um pré-conceito sobre o hipismo. Passando a acreditar que somente milionários montam a cavalo.

Fiz um texto sobre a Frustração no hipismo e os comentários falavam muito sobre precisar ter dinheiro para ser feliz no esporte. Recebi vários feedbacks falando sobre isso. Até um cavaleiro olímpico me enviou um e-mail, falando que se dependesse de ter muito dinheiro ele não tinha chegado onde chegou.

Eu não sou rica, não tenho cavalo caro e não tenho a intenção de ir para as olimpíadas, mas mesmo assim continuo praticando o esporte que mais amo, o HIPISMO. Por isso se você assim como eu, adora cavalos e sonha em tentar um esporte equestre, não desanime ao ler por ai que é preciso ter muito dinheiro para praticar o hipismo.

hipismo
Foto de Tom Szczerbowski-USA TODAY Sports

 

Pan-Americano: Canadá é ouro por equipes

Brasil não subiu no pódio de equipes do Pan-Americano na modalidade salto.

Ontem (23/07) foi a final por equipe do salto no Pan-Americano. Infelizmente o Brasil ficou fora do pódio, ficando na 4º posição. O país anfitrião foi o que levou a melhor ficando o a medalha de Ouro, logo após do Canadá ficou a equipe da Argentina seguida pelos cavaleiros dos EUA.

Pela primeira vez desde Indianápolis 1987, a equipe de salto do Brasil ficou fora do pódio numa edição de Jogos Pan-americanos.

A final individual será no sábado (25/07), com 35 conjuntos, sendo os três melhores de cada país e cinco individuais. A prova conta com dois percursos distintos. Os concorrentes entram em pista sem faltas, começando do zero. Por isso todos tem chances.

Os conjuntos brasileiros na final serão: Pedro Veniss / Quabri de L ´Isle, Felipe Amaral / Premiere Carthoes BZ  e Eduardo Menezes / Quintol.

Pan-Americano
Eduardo Menezes com Quintol

Final por equipes

Campeã: Canadá 
Tiffany Foster / Triplle X III
Eric Lamaze / Coco Bongo
Ian Millar / Dixson
Yann Candele / Show Girl

Vice: Argentina
Matias Albarracin / Cannavaro 9
Luis Pedro Biraben / Abunola
José Larocca / Cornet du Lys
Ramiro Quintana / Whitney

3ª lugar: EUA 
Georgina Bloomberg / Lilli
Kent Farrington / Gazelle
Lauren Hough / Ohala
Mclain Ward / Rothchild

4º lugar: Brasil
Eduardo Menezes / Quintol
Marlon Zanotelli / Rock´n Roll
Pedro Veniss / Quabri de L ´Isle
Felipe Amaral / Premiere Carthoes BZ

5º lugar: Colombia
6º lugar: Chile
7º lugar: Venezuela
8º lugar: México
9º lugar: Uruguai
10º lugar: Guatemala

Resultado completo aqui.

Fonte: COB

Pan-Americano: Prova de salto teve muitas pistas limpas

Ontem (21/07) aconteceu a primeira prova da modalidade salto no Pan-Americano.

Para a felicidade dos amantes do hipismo a SporTV transmitiu ao vivo a prova de salto no Pan-Americano. O que pudemos ver foi um número acima do normal de pistas com zero faltas. O desenhador de percurso foi o canadense Michel Vaillancourt.

Foram 30 conjuntos com pistas limpas, de 50 concorrentes, ou seja mais do que 50% do total de participantes. Eu já ouvi falar que provas bem armadas permitem que 20% dos conjuntos façam zero pontos no percurso. Não estou dizendo que o course designer armou mal, mas que parecia estar fácil para o nível dos cavaleiros e amazonas, isso pareceu.

Mas quem sabe a intenção era de facilitar no primeiro dia para termos uma boa disputa no segundo dia de competição, que decidirá o título por equipe.

Os times dos EUA e do Canadá tiveram os seus 4 integrantes sem faltas, Colômbia teve 3 conjuntos com zero pontos e somente um dos integrantes da equipe com 2 pontos por excesso de tempo, esse resultado é descartado. O Brasil também usou o descarte para o resultado do cavaleiro Marlon que cometeu uma falta no último obstáculo do percurso, ficando com zero pontos com seus outros cavaleiros. O mesmo aconteceu com a Venezuela, Luis Larrazabal fez 4 pontos e seus companheiros de equipe 0. Sendo assim os 5 países que estão na disputa sem faltas são EUA, Canadá, Colômbia, Brasil e Venezuela.

Vamos torcer pelo Brasil amanhã as 11h, na prova que decide as equipes vencedoras. A SPorTv 2 irá transmitir ao vivo.

Clique aqui para ver o placar por equipe.

Pan-americano
OLG Caledon Pan Am Equestrian Park

Georgina Bloomberg amazona americana no Pan

Assistindo o Pan-Americano conheci a amazona Georgina Bloomberg.

Georgina Bloomberg é filha do ex-prefeito de Nova Iorque, Michael Bloomberg. Além de ser herdeira de uma fortuna bilionária, a bela é amazona profissional e está representando os EUA no Pan-Americano em Toronto.

Fiz uma breve pesquisa sobre ela, pois fiquei curiosa para conhecer mais da história dessa amazona.  Georgina Bloomberg com 32  anos, tem um filho com o cavaleiro argentino Ramiro Quintana. A amazona mora em Wellington na Florida com seu filho Jasper.

Georgina causou polêmica quando participou do concurso de salto, Hampton Classic, com 5 meses de gravidez, terminando a competição em 3ª lugar. Após o nascimento de seu filho ela disse que não deveria ter corrido esse risco.

A filha do ex-prefeito participou do documentário “Born Rich” dirigido pelo herdeiro da Johnson&Johnson, Jamie Johnson. O filme é uma crítica ao capitalismo e suas discrepâncias em tempos pobres. (Se quiser conferir o documentário cliquei aqui.)

A amazona criou um programa, chamado “The Rider’s Closet”, que arrecada roupas e botas de hipismo para doar a instituições que fazem trabalho de equoterapia para pessoas com necessidades especiais.

A marca Ariat de roupas equestres patrocina a amazona Georgina, que sempre está muito elegante, dentro e fora das pistas.

Hoje (21/07), na primeira prova do Pan-Americano, Georgina fez um lindo percurso com zero faltas, está na disputa por equipes e individual com a égua Lilli.

Georgina_Bloomberg1

Georgina com seu folho Jasper
Georgina com seu folho Jasper
Georgina Bloomberg e seu pai Michael Bloomberg
Georgina Bloomberg e seu pai Michael Bloomberg

 

Curta a página do Hipismo&Co no Facebook.

Siga o Hipismo&Co no Twitter.

Siga o Hipismo&Co no Instagram. @hipismoeco.

Inscreva-se no canal do Hipismo&Co no Youtube.

Pan-Americano: Salto será transmitido na TV

Vamos poder acompanhar o hipismo no Pan-Americano pela TV?

Muitas pessoas me perguntaram onde estavam sendo transmitidas as provas do Hipismo no Pan-Americano de Toronto. Mas infelizmente as provas de adestramento e do CCE não passaram em nenhum site da internet e muito menos na TV. Uma pena pois as duas modalidades renderam medalhas para o Brasil. Vejam aqui o post sobre a medalha de bronze do adestramento brasileiro e aqui das duas medalhas brasileiras no CCE.

Mas finalmente vamos poder acompanhar as provas da modalidade salto no Pan-Americano. A SPORTV irá transmitir amanhã ao vivo pelo canal SporTV 3 a partir das 15h.

Vamos acompanhar e torcer pela equipe brasileira de salto.

Pan-americanoConfira aqui a programação da Sportv.

Pan-Americano: Mais medalhas para o Brasil no CCE

O Brasil subiu no pódio do Pan-Americano na modalidade CCE.

Hoje (19/07) foi a final do Concurso Completo de Equitação no Pan-Americano de Toronto 2015.

Na disputa individual, a campeã foi a norte americana Marilyn Little montando RF Scandalous, a medalha de prata foi para o Canadá com Jéssica Phoenix e Pavarotti. A medalha de bronze foi para o brasileiro Ruy Fonseca que conduziu Tom Bombadill Too, o conjunto venceu a prova de adestramento e a de cross, no salto ele cometeu uma falta.

Somando as duas medalhas deste domingo, Ruy Fonseca chega a quatro na história do Pan. Em 1995, em Mar del Plata, na Argentina, ele foi ouro no CCE por equipes e em Guadalajara 2011 levou o bronze na mesma categoria

A equipe brasileira foi a vice campeã, perdendo para o EUA e deixando o Canadá na terceira posição. Os cavaleiros brasileiros que conquistaram a medalha de prata por equipe são: Carlos Parro/Coulcourt Landline, Márcio Carvalho Jorge/Lissy Mac Wayer, Henrique Plombom Pinheiro/Land Quenotte e Ruy Fonseca/Tom Bombadill Too.

Pan-americano
Pódio por equipe CCE no Pan-americano

 

Veja aqui o resultado completo do CCE no Pan-Americano

Concurso Completo de Equitação no Pan Americano

O Brasil começa bem nas provas do Concurso Completo de Equitação nos Jogos Pan Americanos em Toronto.

Ontem (17/07) aconteceu a prova de adestramento do Concurso Completo de Equitação e o campeão foi o brasileiro Ruy Fonseca com o cavalo Tom Bombadill, e hoje na prova de Cross os brasileiros fizeram bonito novamente. Os 4 brasileiros fizeram percurso limpo e dentro do tempo concedido.

Amanhã é o dia da prova decisiva de salto. Vamos torcer para que a equipe brasileira continue com o bom resultado e assim possa subir ao pódio.

Vejam aqui o resultado da prova de Cross.

Concurso Completo de Equitação
Ruy Fonseca em Tom Bombadill na prova de adestramento

Rodrigo Pessoa e Status estão no Pan

O Time Brasil de hipismo na modalidade Saltos do Brasil nos Jogos Pan-americanos terá substituição entre medalhistas olímpicos. Foi confirmada uma inflamação na pata esquerda do cavalo AD Rahmannshof’s Bogeno, montaria de Álvaro Affonso de Miranda Neto, o Doda (bronze nos Jogos Olímpicos Atlanta 96 e Sydney 2000). Com isso, a Confederação Brasileira de Hipismo pediu a substituição do conjunto pelo do campeão olímpico em Atenas 2004, Rodrigo Pessoa, que montará o cavalo Status que já está novamente em plena forma. Rodrigo desembarca em Toronto no dia 18/7 e seguirá direto para a sub-vila de Nottawasaga, próxima ao local de competição da modalidade nos Jogos Pan-Americanos Toronto 2015.

Ao todo, o Brasil tem 12 medalhas em Jogos Pan-Americanos na modalidade saltos, sete por equipe e cinco no individual. As competições de salto acontecem no Centro Equestre Caledon entre os dias 21 e 25 de julho.

“O cavalo do Doda se machucou e nós não podiamos correr o risco de não ter um quinto cavaleiro. Aprendemos a lição de Londres, que tivemos problemas a poucos dias do início das provas e não tínhamos substituto. O Rodrigo já estava no Canadá com o Status e o cavalo dele voltou em boa forma e fica à disposição caso haja algum problema com algum outro cavalo da equipe”, explicou Luiz Roberto Giugni, presidente da Confederação Brasileira de Hipismo.

rodrigo pessoa

Fonte: CBH

Adestramento no Pan Americano 2015

Hoje encerrou a modalidade Adestramento no Pan Americano.

A disputa pelo campeonato Pan Americano de adestramento individual aconteceu hoje (14/07) e o grande campeão foi o norte americano Steffen Peters montando o cavalo Legolas. Na segunda posição ficou Laura Graves com Verdades, também pelos Estados Unidos da America. Já o 3º lugar ficou para o canadense Christopher Von Martels com o cavalo Zilverstar. O quarto lugar ficou empatado entre duas amazonas canadenses; Brittany Fraser com All in e Belinda Trussell com Anton. Na sexta posição ficou o brasileiro Leandro da Silva montando Di Caprio. O Brasil também ficou em 7º e 9º com os cavaleiros João Victor Marcari Oliva montando Xamã dos Pinhais e João Paulo dos Santos com Veleiro do Top, respectivamente.

Por equipe o pódio ficou assim: 1º lugar EUA, 2º lugar Canadá e 3º lugar Brasil.

Agora vamos aguardar as modalidades Salto e Concurso Completo de Equitação. Dia 16 de julho começam as provas de CCE e dia 18 as de salto. Continuamos torcendo para o Brasil trazer mais medalhas para casa.

Confiram aqui o resultado completo do adestramento no Pan Americano de Toronto.

adestramento
João Victor Oliva, João Paulo dos Santos e Leandro da Silva, cavaleiros brasileiros de adestramento no Pan
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...