Relacionamento com clientes do mercado equestre

Minha decepção com alguns profissionais do meio hípico, por falta de preparo no relacionamento com o cliente.

Eu sei, eu sei, estou sumida e em falta com esse blog. Mas eu voltei, e já começo o ano de 2019 com um desabafo. Vim aqui falar de algo que vem me atormentando dentro do meio hípico.

Já faz algum tempo que presencio fornecedores de serviços e produtos equestres que não sabem lidar com clientes, não sabem o significado de cordialidade e nem de educação. Sem contar que muitos são incompetentes no trabalho que prestam.

Não entendo o porque desse desleixo nesse meio, pois é um negócio rentável e promissor. Vejo muitas matérias em meios de comunicação importantes, que provam que o mercado hípico ainda é um dos que mais movimentam a economia no país.

Vejo profissionais não fazendo questão de agradar seus clientes, alguns chegam até a destratar o consumidor. Eu mesma passei por situações chatas, que me levaram a mudar de fornecedor pois o mesmo não parecia fazer questão de atender meu cavalo. Já ouvi relatos de pessoas que não são bem tratadas e que se sentem preteridas por profissionais do meio equestre.

Não estou me referindo somente a cavaleiros e instrutores, mas também outros profissionais do meio, como veterinários, vendedores de materiais hípicos, fornecedores de ração, ferreiros e outros. Acho que esses especialistas deviam pensar em fazer cursos de relacionamento ao cliente e aprender a tratar aqueles que pagam pelo seu sustento.  De nada adianta o profissional ser o melhor na sua área, mas não saber vender seu serviço ou ainda tratar com desdém as pessoas que o contratam.

O que me deixa chateada, é que eu, que também trabalho nesse meio e tenho como clientes pessoas do cavalo,  faço de tudo para executar o melhor serviço e dar assistência aos meus contratantes. Tenho cuidado com o meu pagador. Porém como consumidora, muitas vezes não recebi o atendimento que esperava ao contratar alguns profissionais hípicos.

Como me parece que  esses fornecedores ou técnicos do mercado do hipismo, não sabem como se relacionar com clientes, quero dar alguns conselhos a eles.

Vamos as dicas para um bom atendimento:

  • Saiba ouvir
  • Seja claro, objetivo e não minta
  • Se errar, assuma o erro e se desculpe
  • Coloque-se no lugar do cliente
  • Analise a situação de fora e veja se gostaria de passar por isso
  • Tenha iniciativa, mas não deixe de comunicar a sua ação
  • Honestidade e sinceridade são essenciais
  • Passe informações corretas e tente explicar o protocolo do seu serviço
  • Tenha atitude positiva e alegre
  • Estude a necessidade do seu cliente. Pergunte a si mesmo: Como posso ajudar essa pessoa e seu cavalo?
  • Conheça seu produto ou serviço
  • Tenha cuidado com sua aparência e postura
  • Comprometimento; se prometeu, faça
  • Tente não atrasar, mas se acontecer avise e se desculpe
  • Seja sempre educado e trate seu cliente com gentileza
  • Se o cliente vier com reclamações, escute, respire e veja como pode resolver o problema.

Talvez essas dicas pareçam bobas e óbvias, mas acho que muitos não se lembram delas ao se relacionar com seus fregueses. Então vale lembrar, é importante que o cliente sinta que do outro lado existem pessoas comprometidas em resolver o problema de verdade, transmitir as informações certas e tornar tudo mais fácil e efetivo. Os negócios mais duradouros e as melhores relações são feitos entre seres humanos, que gostam de ser acolhidos e bem tratados. Um bom relacionamento, trará frutos excelentes, conquistando fidelidade e trazendo indicações para potenciais clientes.

 

 

 

Hipismo e diversão na Hípica Paranaense

cavalo

As competições de hipismo também podem ser divertidas.

Me lembro das provas de hipismo show que faziam quando eu era criança. Tinha prova simultânea, de revezamento, a fantasia, com coringa e muitas outras competições divertidas.

No último final de semana, depois de muitos anos, voltamos a ter uma prova bem divertida na Hípica Paranaense. Foi uma competição a fantasia de duplas.

Era o encerramento do Ranking da Sociedade Hípica Paranaense e após o Grande Prêmio de 1,40m aconteceu a disputa de duplas fantasiadas. Foram 25 duplas muito animadas. O pessoal se empenhou muito, as fantasias estavam bem elaboradas e criativas. A competição foi acirrada na velocidade e o público vibrou na torcida.

hipismo
Carol e Claudete. As toureiras foram as campeãs da categoria luxo
Jóquei
Maurício de jóquei, correu como estivesse realmente em um páreo.
Fabi e Thalison de Game Of Thrones, trouxeram até o tratador Piti e os cachorrinhos para fazerem parte da equipe.
hipismo
Dani fez questão de saltar sem sela como realmente deve ser um conjunto indígena.
Bernardo incorporou o Faraó.
cavalo
Rafa de mulher maravilha e Naerobic de Super Man, voaram.
hípica
Adri e Flavio de gerreiros estavam perfeitos.
cavalos
Mayara e Diego, de Fiona e Sherek capricharam na pintura.

Fotos: Grace Cambraia

Hípica X Haras

Você monta em uma hípica ou em um haras?

Hípica são quase sempre clubes em que a atividade principal é o hipismo, eles tem presidentes e diretores. E os cavaleiros são sócios. Tanto que a grande maioria de Hípicas se chamam Sociedade.

Haras normalmente são propriedades particular, que recebem animais de pessoas de fora cobrando uma taxa de estabulagem. Alguns são chamados de centros equestre, outros de escolas de equitação e podem também ser local de criação de animais.

Eu montei por mais de 20 anos em uma hípica, mas agora tenho meu cavalo em um haras. Por isso acho que conheço algumas das diferenças, vou listar os pontos que eu encontro nessa comparação.
1 – Competições
Os clubes organizam mais provas, sendo assim para quem gosta de competir estar com seu cavalo na hípica é bem melhor.

2 – Profissionais
Os profissionais, como instrutores, veterinários e até ferreiros costumam ficar mais tempo dentro das hípicas. Então montando lá você não precisa ficar implorando para eles irem lhe atender. Já no Haras você tem que rezar para eles aparecerem assim que você chama.

3 – Amigos
Na hípica, fazemos amigos, mas parece que existem grupinhos, ou seja dentro do lugar onde você monta e treina sempre vai ter aquela pessoa que torce contra você, pois você não é da turma dela.
No Haras tenho a impressão que as pessoas ficam mais amigas e parecem umas torcerem pela outras. Talvez isso acontece porque o grupo é menor. Mas sei que é bem mais divertido ter amigos do seu lado.

4 – Custo
Como é um clube, a hípica custa mais caro que no Haras, pois além do valor para manter o seu cavalo, você tem a mensalidade de sócio.

5 – Desfile
Parece que porque o nome é Sociedade Hípica, as pessoas agem como se fosse importante andar com roupas e equipamentos de marcas. O pessoal do haras parece mais relaxado com isso, algumas vezes até demais, vemos muitos com material remendado e algumas vezes nem tem o equipamento certo.

6 – Liberdade
Os cavalos adoram morar nos Haras, pois lá eles tem bastante espaço para curtirem sua liberdade e conviverem com outros de sua espécie. Já nas hípica, se eles não estão treinando ficam nas cocheiras, o máximo que conseguem é um passeio no cabo.

7 – Contato com a natureza
Se quiser fazer um passeio no meio da mata, ou ainda ver um lago, com certeza no Haras você encontrará isso. Os passeios na hípica são envolta da pista ou entre as cocheiras.

8 – Insetos
Como no Haras estamos mais próximos da natureza os insetos aparecem em maior número, além é claro daquelas mosquinhas que normalmente perseguem os cavalos, encontramos butucas, vespas e todo o tipo de bichinhos que picam. Na hípica encontramos as moscas de sempre e algumas vezes os malditos pombos, por causa da proximidade com os centros urbanos.

9 – Distancia
Não é regra, mas normalmente as hípicas ficam perto ou ainda dentro da cidade. Mas os Haras costumam ficar um pouco mais afastado, com isso para irmos montar temos que encarar muitas vezes estrada e termos tempo disponível para uma pequena viagem diária.

10 – Férias
Quando vamos ficar fora em uma viagem por exemplo, nossos cavalos podem ganhar umas férias. Se eles ficam na hípica temos que tira-los de lá e levarmos para um Haras, para curtirem a liberdade. Mas se seu cavalo já está no Haras você não terá esse custo extra.

É claro que cada um tem diferentes avaliações sobre esse tema e muitas vezes tem necessidades diferentes. Esses itens que pontuei são os que me fazem pensar a respeito do assunto.

Se você tem uma visão diferente não deixe de comentar aqui.

hípica

Curta a página do Hipismo&Co no Facebook.

Siga o Hipismo&Co no Twitter.

Siga o Hipismo&Co no Instagram. @hipismoeco.

Inscreva-se no canal do Hipismo&Co no Youtube.

Você e seu cavalo no Hipismo&Co:
Karina Flausino

Adoro receber e-mails com as respostas dos meus leitores para a entrevista do Hipismo&Co.

A entrevistada dessa semana é a amazona Karina.

Nome e idade:
Karina Flausino, 19 anos

Nome do cavalo:
Punto

Onde Monta:
Hípica e Haras Andrade

Modalidade/Altura/Categoria:
Salto/ Vou iniciar este ano em 0,60m, categoria preliminar

Quando você começou no hipismo? Você lembra da primeira vez em uma hípica?
Comecei a praticar o esporte em Novembro de 2013, desde então me apaixonei e pretendo continuar pro resto da vida.  Desde pequena meus pais me levavam na Hípica de Santo Amaro quase todos os finais de semana para assistirmos a competições.

Qual foi sua prova inesquecível?
Tive duas provas inesquecíveis. A primeira foi na minha estréia em provas/campeonatos em julho de 2014 onde conquistei o terceiro lugar junto com o cavalo Máximos, que era da escolinha, foram muitos treinos, mas valeu a pena. E a minha segunda prova inesquecível foi em agosto de 2014 onde eu entrei para competir montando meu próprio cavalo, que é a minha grande paixão.

Você tem algum ritual antes da prova?
Costumo conversar com o cavalo, pedir pra Deus que entre junto conosco na pista e que dê tudo certo.

Qual seu concurso preferido no Brasil?
O campeonato brasileiro e muitos outros.

Existe alguma prova da qual gostaria muito de participar?
Campeonato Brasileiro de Young Riders. Se Deus quiser um dia eu chego lá.

Qual seu ídolo no esporte?
Doda Miranda, Athina Onassis e Rodrigo Pessoa

O que você mais gosta no ambiente hípico? E o que mudaria?
Eu gosto de praticamente tudo no ambiente hípico, ficar em contato com os cavalos, para mim não existe coisa melhor. Adoro passar o dia ao lado desses animais que tanto amo, junto com pessoas agradáveis. Mudaria o jeito de pensar de algumas pessoas, o hípismo é pra quem ama e pra quem tem total confiança no animal que esta montando.

O que o hipismo mudou na sua vida?
Antes dos treinos procuro ouvir sempre músicas alegres e agitadas, que me motivam ainda mais a fazer um excelente treino, adoro voar com o meu amigo de 4 patas.

Você tem alguma música ou filme que te inspira nos seus treinos? Qual?
Flicka, Spirit, Sempre ao seu lado.

Qual foi o cavalo que mais te deu alegria? Porque?
Com certeza foi o meu cavalo, o Punto. Desde pequena sempre tive o sonho de ter um cavalo, quando eu comecei a praticar o hipismo minha mãe me deu ele, o melhor dos presentes que eu poderia ganhar. Tanto eu, quanto ele estamos no começo e se Deus quiser ainda vamos conquistar muitas coisas boas juntos. Quando estou perto dele me desligo completamente de todo o resto do mundo, ele me faz muito bem, é o meu melhor amigo e por ele eu sou capaz de tudo.

O que seu cavalo representa pra você?
Meu cavalo é meu ponto de luz, minha paz, com ele não preciso mentir, posso ser o que sou, ele não me julga por ser gorda ou magra, feia ou bonita, ele me dá seu amor e eu dou o meu. Meus cavalos me ensinam ser uma pessoa melhor, me ensinam que cada um é diferente, mas que o amor é o mesmo, meus cavalos são meu porto seguro, não importa a onde ou quando, sempre serão.

hipismo hipismo

Veja as outras entrevistas da seção “Você e seu cavalo no Hipismo&Co” aqui.

Se quiser participar dessa seção. Nos envie suas respostas com no mínimo duas fotos para o e-mail contato@hipismoeco.com.br

Fotos: Arquivo Pessoal Karina Flausino

Curta o Hipismo&Co no Facebook.

Campeonato Brasileiro de Salto Pré Junior

A amazona carioca Carolina Drummond com Lala de-La-Hurie é a campeã brasileira da categoria Pré Junior.
O campeonato Brasileiro de Pré Junior aconteceu na Sociedade Hípica Paranaense em Curitiba, nos dias 07, 08 e 09 de julho. O pódio foi totalmente feminino. Em segundo lugar logo após Carolina Drummond, ficou a amazona Daniela Aquino de Arruda Martins, da Federação Paulista de Hipismo, seguida pela representante do estado de Santa Catarina Sofia Scheer, a quarta posição foi para mais uma amazona de São Paulo Giovana Pellicano e em quinto a amazona gaúcha Marina Dal Agnol.

Junto com a categoria Pré Junior está acontecendo os Campeonatos Brasileiros de Salto nas categorias, Mirim, Júnior e Young Rider. A final dessas categorias acontecerá amanhã (10/07).

Pódio feminino da categoria Pré Junior

Foto: Hipics

Fotos de eventos hípicos

A Jota Fotos esteve presente na 1ª Etapa da 2ª Fase do Ranking de Hipismo da Sociedade Hípica Paranaense. 
Veja algumas imagens do evento abaixo.

Ranking da Hípica Paranaense (foto por JuRibas)
Ranking da Hípica Paranaense (Foto por JuRibas)
Ranking da Hípica Paranaense (Foto por JuRibas)
Ranking da Hípica Paranaense (Foto por JuRibas)
Cachorros também estavam presentes na Hípica Paranaense (foto por JuRibas)

Se quiser contratar a Jota Fotos para fotografar seu evento entre em contato pelo e-mail jota@jota.com.br ou entre no site www.jotafotos.com.br

Final do Campeonato Brasileiro de Hipismo Mini Mirim e Pré-Mirim

Hoje (25/07) pela manhã foi a final individual do Campeonato Brasileiro de Hipismo  Mini Mirim, na Sociedade Hípica Paranaense em Curitiba. O grande campeão foi o cavaleiro da Federação Catarinense de Hipismo, RODRIGO JARDIM DA ROSA com o cavalo SPAYCE. Ainda hoje pela tarde teremos o campeão brasileiro de hipismo da categoria Pré-Mirim.

Na sexta feira foi a decisão por equipe, a Federação Equestre do Rio de Janeiro ficou no topo do pódio da categoria Mini Mirim. Já na categoria Pré-Mirim a equipe campeã foi da Federação Paulista de Hipismo.

Veja o resultado final completo no site www.amigosdohipismo.com.br

Pódio da categoria Mini Mirm de hipismo

Campeonato Brasileiro de Salto em Curitiba

Hoje está acontecendo a final por equipes do Campeonato Brasileiro de Hipismo nas categorias Mini Mirim e Pré-Mirim em Curitiba, na Sociedade Hípica Paranaense.

Você pode acompanhar os resultados dos pequenos cavaleiros e seus cavalos no site da Federação Paranaense de Hipismo. www.amigosdohipismo.com.br

Campeonato Brasileiro de Saltos Mini Mirim e Pré-mirim 2010

Campeonato Brasileiro de Hipismo em Curitiba

Começou hoje (22/08) em Curitiba na Sociedade Hípica Paranaense, o Campeonato Brasileiro de Hipismo nas categorias Mini Mirim e Pré-Mirim, que vai até domingo (25/08).

No portal da Federação Paranaense de Hipismo, o Amigos do Hipismo, as ordens de entrada e os resultados estão sendo divulgados diariamente.

Acesse o portal Amigos do Hipismo para acompanhar online.

Amigos do Hipismo www.amigosdohipismo.com.br

 Hipismo & Co

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...