Concurso Nacional de Saltos Haras Santa Esmeralda

Haras Santa Esmeralda recebe concurso de salto Nacional.

O Haras Santa Esmeralda, um dos maiores e mais importantes criadores da raça Mangalarga Marchador, inúmeras vezes líder nacional da criação, com 40 anos de história, abre suas portas para o 1o Concurso Nacional de Saltos Haras Santa Esmeralda, com a chancela da Federação Hipica de Minas Gerais (FHMG) e Confederação Brasileira de Hipismo (CBH), a ser realizado entre os dias 22 e 25 de junho de 2016, na cidade de Paraopeba, Minas Gerais.

O Haras deu os seus primeiros passos na criação do cavalo Brasileiro de Hipismo, com aquisição de matrizes e realização dos primeiros cruzamentos em 2015. Com o inicio dessa atuação na criação do cavalo de hipismo e investimento em animais de esporte, o Haras Santa Esmeralda realizará um concurso de saltos que promete retomar Minas Gerais para os calendários dos principais cavaleiros do circuito nacional.

As inscrições desse grande evento estão abertas no Hipismo&Co e os resultados serão publicados em tempo real.

O local é lindo e será o cenário perfeito para um grande evento, com três dias de provas e happy hour no fim de cada dia para comemorarmos as vitórias. Será realizado durante os dias 23 a 25 de junho de 2017, na cidade de Paraopeba, Minas Gerais.

Veja aqui o programa do Concurso de Salto Nacional Haras Santa Esmeralda.

Certificação de bem-estar chega ao animal criado para trabalho e esporte

No Globo Rural da semana passada mostraram um projeto muito interessante que visa certificar os Haras de criação de cavalos para o esporte com a preocupação do bem-estar do animal.

Para ganhar o certificado a propriedade tem que seguir algumas normas que foram baseadas na metodologia da Rede de Agricultura Sustentável do Selo Internacional Rainforest Alliance. E definido por um grupo de veterinários, biólogos e agrônomos do Instituto Biotrópicos. Ganhou o nome de Sela Verde. Para conseguir a certificação, é preciso seguir critérios em três áreas: trabalhista, ambiental e bem-estar animal.

O primeiro haras certificado no Brasil fica em Amparo, São Paulo, criador de cavalos Mangalarga Marchador, criados para todo o tipo de atividade: passeio, trabalhos no sítio ou fazenda e para competições.

A certificação prevê critérios para a doma dos animais. De maneira alguma, é permitido o uso de violência. Nada de gritos ou castigo para o cavalo que não quer obedecer. É bom lembrar que é comum ver por aí cavalos domados pela imposição do medo e do uso de técnicas violentas. Além do jeito certo de lidar, existe a hora para começar a doma.

De acordo com a certificação, do desmame até os dois anos, o animal não pode ser submetido a nenhum tipo de treinamento. A montaria, só depois dos três anos.

A inseminação artificial é permitida, mas a monta natural é a mais aconselhada. A transferência de embriões é que tem um limite. A doadora só pode ter no máximo três embriões confirmados por ano, para diminuir o excesso de manipulação da fêmea e para ela possa ter também uma qualidade de vida digna.

E uma determinação importante: é proibido o uso de artifícios para melhorar a musculatura ou de qualquer substância que altere a performance natural do cavalo, o chamado doping.

Os custos para ter o selo, só com auditorias e pré-certificação, chegam a R$ 10 mil com validade por três anos.

Adorei ver que tem gente preocupada com o bem-estar dos animais e não somente com as competições.

biotropicos

Fonte: Globo

Pergunte ao Mufs:
Dilemas na modalidade três tambores

pergunte-ao-MufsVocê tem alguma dúvida ou está passando por algum dilema no assunto cavalos e hipismo? Pergunte ao Mufs, ele pode te dar uma ajudinha.

Hoje quem está com um dilema é a Sarah. Ela sempre foi apaixonada por cavalos e descobriu na modalidade Três Tambores seu esporte.

“Comecei a praticar Três Tambores com cavalos Quarto de Milha com o apoio e incentivo do meu pai. Participei de uma prova e fiquei em segundo lugar, o que me motivou mais ainda e me mostrou que escolhi o esporte certo para mim. Porém tive que parar com as aulas, pois a situação financeira não permitiu que eu seguisse treinando e muito menos que pudesse adquirir meu próprio cavalo. Meu pai que sabe desse meu amor pelos cavalos faz de tudo para que eu possa continuar praticando o hipismo. Ele fez uma negociação e recebeu um cavalo Mangalarga Paulista de pelagem alazã com temperamento difícil. Ele não tem as características ideais para as provas de Tambor. Tentei montar no Mangalarga mas não me senti segura. Fiquei muito grata pela iniciativa do meu pai, mas acho que com esse animal não vou poder voltar a fazer o que mais gosto que é virar nos tambores a toda velocidade.

Mufs o que devo fazer? Não quero desistir de competir em provas de três tambores, mas também não quero decepcionar meu pai que vem se esforçando muito para me dar um cavalo.”

____________________________________________________________________

“Querida Sarah,
Entendo essa sua paixão pela modalidade e tenho certeza que em breve você poderá voltar a treinar e correr provas de três tambores do jeito que você gosta, só ter paciência e tudo se ajeita. Você já tem a vantagem de ter seu pai te apoiando.

Quanto ao Mangalarga. Que tal dar uma chance? Talvez ele não consiga suprir suas expectativas no esporte, mas é um animal que merece carinho. E talvez pareça um cavalo difícil por falta de atenção. E como você é uma menina apaixonada pelos equinos pode ser a pessoa certa para dobrar esse rapaz de temperamento forte.

Você pode descobrir que seu cavalo tem aptidão para outras modalidades e ele te surpreenderá. Já ouviu falar em Team Penning? É uma competição onde os cavalos separam o gado. Mangalargas são bons nisso. Outra coisa que pode fazer com seu amigo é enduro ou cavalgadas. Eu mesmo já mudei de modalidade com minha amazona e estamos nos divertindo muito.

Pense nisso e cuide do seu equino. Nós cavalos podemos ser seus melhores amigos, é só nos tratar com respeito que verá como somos especiais.”

Sarah e seu mangalarga
Sarah e seu Mangalarga

____________________________________________________________________

Se você quiser mandar um pergunta para o Mufs é só enviar para o e-mail mufs@hipismoeco.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...