Égua Brasileira de Hipismo nos Jogos Equestres Mundiais

Saltar entre os melhores cavaleiros do mundo é, sem dúvida, um grande feito. Loisse Garcia Padron, premiada amazona venezuelana radicada no Rio de Janeiro, soube de sua convocação para os Jogos Equestres Mundiais somente um mês antes da competição em Kentucky (EUA), entre 4 e 10/10. Para Loisse, representante da Venezuela no Pan RIO 2007 e vencedora de importantes GPs como, entre outros, no Indoor 2007 em São Paulo, competir nessa 6ª edição dos Jogos e primeira nas Américas, também teve um sabor ainda mais especial devido a sua montaria: a égua Brasileira de Hipismo AD Simone Método Marcolab.

AD Simone foi a única égua de criação brasileira em pista no Mundial de Kentucky. E o resultado acabou sendo muito satisfatório. Após três faltas na primeira prova e também na 1ª passagem da Copa das Nações, a 1.60 metro, Loisse e AD Simone mostraram muita categoria com um único derrube na dificílima 2ª passagem da Copa das Nações. 

Agora o próximo grande desafio internacional da amazona são os Jogos Pan-americanos de 2011 em Guadalajara no México,. E, desta feita, para uma preparação ideal, Loisse e os proprietários de AD Simone decidiram deixá-la na Flórida nos EUA.

Loisse Garcia e a égua Brasileira de Hipismo AD Simone, uma filha de Darco em I Love You, mostaram categoria nos Jogos Equestres Mundiais com um belíssimo percurso na 2ª passagem na Copa das Nações; foto: cedida

Fonte: Carola May

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...